sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Letras: O que mais o tempo nos roubou ?


Oi gente!

Quero começar o post agradecendo as visitas em meu blog. Nossa, fiquei surpresa com a quantidade de pessoas que tem passeado por aqui: mais de 3.000 pessoas visitaram a página só no mês de Setembro!
Obrigada. De coração.
Pelas indicações aos amigos, por compartilhar o endereço em suas páginas pessoais. 
Valeu mesmo, queridos (as)!


Vamos ao que interessa?rs





Tenho pensado muito nas coisas que o passar do tempo tem roubado de nós. Coisas que eram comuns e corriqueiras, e aparentemente insignificante, hoje faz uma falta danada.

Vou dar um exemplo simples. Qual foi a última vez que você escreveu uma carta ou cartão para alguém que você gosta?
Faz tempo não é?
E para muitos jovens, talvez nunca tenham feito. Fiz a pergunta para meus alunos do ensino médio. Apenas oito já escreveram para alguém. É uma pena.
Uma campanha da empresa de papel Chamex chamou minha atenção esta semana. Você entra no site da empresa e escolhe alguém para enviar uma carta para alguém da sua escolha. Bacana.
A  campanha pretende recuperar  o hábito de escrever cartas, que tem se perdido ao longo dos anos. É uma boa iniciativa, mas na minha modesta opinião, não vai surtir o efeito desejado.
Quando vi a chamada da matéria  " Ação quer resgatar o hábito de enviar cartas" 
no site Catraca Livre   um onda de nostalgia me envolveu.
Na minha caixa de correio faz muito, muito, muito tempo que só recebo faturas para pagar ou malas diretas. Quanto tempo faz que não recebo uma carta? Ou um cartão de Natal escrito à mão? Séculos.
Como sabem, sou historiadora e quando estou na sala de aula ou conversando com amigos, costumo dizer que o ser humano está voltando gradualmente para a caverna. 
Saímos de lá e evoluímos bastante, mas não tem como negar que estamos voltando.
Qual a probabilidade de que algum conhecido seu não tenha celular? Watsapp?Messenger?
Hoje até mesmo falar ao telefone esta cada vez mais raro. Você já observou que as pessoas costumam mandar áudio pelo Watt ao invés de ligar?
É no minimo estranho não acha?
O isolamento é cada vez maior.
As pessoas se expõem o tempo todo nas redes sociais. Expõe o que comem, onde vão, o que vestem, quem são seus amigos ou amores, suas opções sexuais, religiosas, etc... Mas ao mesmo tempo, buscam um isolamento. O contato com o outro tem diminuído drasticamente.
Um paradoxo.
É a síndrome da caverna.
Tenho muito medo do futuro. Jovens que são experts na frente de uma tela, mas não sabem como cumprimentar o outro pessoalmente. Crianças que tem habilidades tecnológicas, mas nenhuma coordenação motora ou física. Cansam com facilidade  e não vêem graça em brincadeiras consideradas por eles "estúpidas" por serem "inocentes".
É realmente preocupante.
Então, aqui fica minha sugestão: vamos escolher alguém e escrever uma carta? Uma com a nossa letra. A surpresa da pessoa ao abrir a caixa de correio e encontrar algo mais do que uma fatura de cartão de crédito, vai valer a pena o esforço.
Caso não tenham ninguém em mente. Escrevam para minha pessoa!  :D
Vou adorar receber cartas. ADORAR!
E pensem nisso: Não há absolutamente nada mais intenso e mágico do que um abraço verdadeiro e demorado. 
Tocar, sentir, conversar, sorrir são coisas que não podem ser perdidas. NUNCA.


Um bom fim de semana, cheio de beijos e abraços!

Sheila Guedes


Nenhum comentário:

Postar um comentário