domingo, 11 de outubro de 2015

Conto: Páginas da vida - Parte IV


Oi gente!

Vamos para a quarta e penúltima parte do conto?rs



E então aconteceu. Eles começaram a viver o amor.
Não tinham  muita grana, mas sempre davam um jeito de viajar.
Viajar...
Conhecer novos ou velhos lugares, só que agora sonhavam juntos.
Trabalhavam duro para tirar os planos do papel.
Entre eles, não existia o meu ou o seu. 
Era sempre o nosso.
Nosso dinheiro.
Nosso sonho.
Nosso objetivo.
E, de degrau em degrau, eles foram avançando.
Construindo um caminho.
Mas sabiam: seria um longo caminho a percorrer.
Só os dois.
E  nem tudo era fácil.
Eles brigavam. 
As vezes brigavam muito.
Mas o amor...ah o amor, esse sempre prevalecia.
E quando a raiva esfriava, no silêncio da noite, seus dedos se tocavam e se entrelaçavam...
E então, a magia acontecia.
O tempo parava e eles se olhavam.
A rotina massacrante dos casais não contaminou o amor que existia entre eles, e as crises que surgiram ao longo do caminho, foram sendo superadas.
Uma a uma.
Os anos foram passando.
 Lentamente.
 E aqueles planos, que eles fizeram ainda adolescentes foram sendo concretizados...
Com muito suor e lágrimas.
E foram muitas lágrimas.
Muitas lágrimas.
Mas então, eles aprenderam que a dor fortalece o amor.
Que a dor, faz parte do amor.
Eles se uniram ainda mais.
E quando eles acharam que não podiam ser mais felizes mais do que eram.
Descobriram que estavam enganados.
O amor tem mil faces.
O amor tem mil possibilidades.
E eles, com o coração transbordando de amor, choraram novamente.
Só que agora, eram lágrimas de felicidade.

Continua...

"Ser profundamente amado por alguém nos dá força; 
amar alguém profundamente nos dá coragem."
                                                                         Lao-Tsé

Beijão, gente!

Sheila Guedes

Nenhum comentário:

Postar um comentário